sábado, 16 de janeiro de 2010

Umas das coisas mais lindas que já vi na vida!




Sofrimento Desafio Para Gigantes



Não há como a gente se livrar do sofrimento,
O sofrimento está em mim, está em você..
Porque nós somos limitados, o nosso limite é tão grande que não sabemos viver
sem o outro, por isso a gente sofre quando os outros vão embora da nossa vida.
A condição de limite nos faz pensar o outro como parte de nós..
Eu porque sou limitado, porque tenho limites, eu preciso amar, isso é tão lindo!
O amor nasce do limite, quando a gente reconhece que a gente não da conta da vida sozinhos...
Talvez seja por isso que dói tanto no coração da gente no momento em que a gente é traído por quem a gente ama, talvez seja por isso que doa tanto no coração da gente no momento em que a gente trai quem a gente ama, porque quando eu sou traído eu fico ainda mais limitado,
O amor do outro me faz viver a experiência do complemento, eu me torno maior porque você me ama, e eu fico maior quando eu amo alguém, por isso que o sofrimento é natural quando as pessoas vão embora da nossa vida.
Por isso a gente sente tanta saudade das pessoas que são especiais na nossa vida,
A saudade é uma concretização do limite, a saudade nos ajuda a mensurar o quanto que nós amamos, retire uma pessoa da sua vida, pense a sua vida sem aquela pessoa e você vai descobrir o quanto que você à ama. É experiência de limite, por isso que o amor é dor, o amor é sofrimento, e quanto mais a gente mergulha na capacidade de amar, maior será nossa sensibilidade para o sofrimento.
Ai você vai dizer: “Então quanto mais a gente ama mais a gente sofre?” eu lamento informar que é, Porque a experiência de amar é a experiência de tocar o limite, por isso o sofrimento esta tão atrelado ao amor, Nós não sofremos quando a gente não ama, não há causas para sofrer quando você não ama, mais eu lhe pergunto é possível viver nessa vida sem o envolvimento do amor? não é possível, Eu me experimento limitado o tempo todo, e o tempo todo eu estou precisando de alguém do meu lado. Alguém que olhe nos meus olhos, alguém que diga: Eu estou aqui, alguém que segure na nossa mão no momento de atravessar o túnel difícil, “Eu estou aqui do seu lado!”
É o momento onde nós mergulhamos na mais bonita aventura humana, que é quando você sabe.. Eu preciso de você. Quando a vida vai te apertando tanto que não resta outro grito nessa vida: Eu preciso de você. Talvez seja por isso que nos momentos de maiores apuros da nossa vida a primeira palavra que gente gritava era MÃEEEE, porque é a primeira experiência de complemento que você tem. Alguém que te expulsou pra que você nascesse, e alguém que começou a dar sentido a sua capacidade de amar, amor de complemento, e que depois você vai passando pela experiência de amar outras pessoas, porque um dia você foi amado, e porque você é amado!
O sofrimento faz parte da sua vida, não há amor sem sofrimento, não há sofrimento sem amor, Por isso que nós não temos que criar dentro de nós uma ilusão “A partir de hoje minha vida vai ser linda, a minha vida não vai ter dificuldades”, infelizmente essa noticia nós não podemos dar aos amantes, as pessoas que verdadeiramente amam nessa vida elas sofrem por grandes causas sim, elas não são indiferentes aos sofrimentos que estão do lado, e por isso que Jesus convida o tempo todo seus amigos a viverem a experiência do amor.
O sofrimento de Jesus foi porque nos amou, ele não sabia ficar indiferente as pessoas.
Seja honesto com você, o momento em que você mais sofreu na sua vida é porque foi o momento que você mais amou, ou que você identificou o amor traído, ou porque você identificou o amor ausente.
É seu, é sua riqueza, o meu grande desejo é que você tenha coragem de abrir a sua caixa de sofrimento, e ver que ela não é tão feia assim, ela ta cheia de amores, ela ta cheia de situações bonitas, que você precisa reorganizar, aparentemente embrulhadas em papeis estranhos, o sofrimento costuma embrulhar com papel estranho aquilo que é bonito.
Mais não é bonito ver partir uma pessoa que a gente ama? É sim, porque naquele momento em que ela esta partindo no processo naturalismo da vida, você está identificando que um dia alguém extraiu o que você tinha de melhor, a gente não chora por quem não fez diferença na vida da gente não, Se a gente está sofrendo por alguma causa é porque aquilo é importante pra nós, por isso que nós não podemos desprezar a matéria do nosso sofrimento, por isso que nós não podemos fechar a porta e dizer: “Aqui você não entra”, como não entra? Se ele está justamente pronto parado na porta para mostrar aquilo que você tem de mais precioso.
Eu não tenho como deixar de sofrer, porque eu não tenho como deixar de amar, e tenho certeza que se hoje você tivesse que passar por esse processo de escolha, você também não iria querer, as melhores coisas da vida pra elas serem boas de verdade você precisa ter alguém do seu lado, as piores também, seja pra viver alegria extrema, ou seja, pra viver a dor extrema. Nós precisamos de pessoas do nosso lado dizendo: Eu estou aqui!!!
Eu não tenho como mudar essa perspectiva, você não tem como mudar, o sofrimento nasce do limite, o limite nos esbarra o tempo todo, seja porque foi traído, seja porque traiu, seja porque tem ciúmes, porque sou ciumento, porque quero aprisionar, porque sinto dor, o limite esta aqui.
Derrepente você acorda e a vida não é mais do jeito que você queria, derrepente as pessoas que você ama vão embora, derrepente as pessoas morrem de maneira trágica, e nós ficamos aqui, com essa vida precisando dar um jeito nela. É o parto novamente, é a minha experiência de estar mais uma vez no útero da vida sofrendo o processo da contração, e a vida me expulsando. E agora o que que você vai fazer? Ai chegamos ao primeiro ponto, eu não posso mudar o fato de ter que sofrer, você não pode mudar o fato de você ter que sofrer... Então ai nos vem uma pergunta: Se eu vou ter que sofrer nessa vida então eu preciso descobrir como sofrer? Não é tanto porque sofrer, mais como sofrer.
Quantas vezes você se pergunta: Meus Deus porque que eu to sofrendo tanto assim? e você chega a uma resposta? nem sempre, nem sempre nós encontramos respostas para as causas do nosso sofrimento, nem sempre nós conseguimos chegar as repostas do porque que a dor bateu na nossa porta . Agora eu pergunto pra você: Se você não pode chegar á resposta, ou se até mesmo chegar à resposta não adianta muita coisa, não alivia o sofrimento que você sofre, qual é a outra pergunta que você pode fazer? Eu não tenho como mudar a dor, ela está aqui, bateu na minha porta... Então agora eu preciso descobrir como sofrer!
Você já observou? uma coisa ruim acontece com a gente, e você não para de pensar naquilo... Porque? porque comigo? porque que ele fez? porque que aconteceu? o porque é uma pergunta natural diante da vida.
Quando a gente é criança a gente vive perguntando porque, Nós queremos saber a razão de tudo, e muitas coisas nós podemos encontrar as razoes, muitas coisas nós iremos encontrar as respostas sim, é matemático, é cientifico, é lógico, mais há momentos da nossa vida em que a gente não consegue chegar a nenhuma resposta. Porque essa resposta não existe!
E o que que a gente faz no momento em que a gente não tem a resposta? a gente sofre, eu sei é limite!
Isso coloca dentro de você uma pergunta que lhe faz sofrer... Porque? porque? porque?
Mais o grande problema é que perguntar o porque não alivia a nossa dor...
Você já viu alguma pessoa ser curada perguntando: Porque? porque? porque?
Eu nunca encontrei! Porque existem momentos da nossa vida que não combinam
com as perguntas. Não há nenhuma pergunta que seja capaz de responder uma tragédia,
não há pergunta que possa dar conta de aliviar um coração de uma mulher no momento em que perde um filho!
O Mais honesto é sofrer o que tem que sofrer, mais permitir que a vida continue...
A causa de muito sofrimento está injustamente quando a gente não permiti que a vida
prossiga.
Nós estacionamos o nosso bonde naquela estação triste, e a gente não vai embora,
o bonde não parte, e as pessoas que estão dentro do mesmo vagão que nós estão precisando viver, e a gente não deixa o bonde perseguir, persistir, continuar, nós acorrentamos a pessoa no nosso sofrimento, porque a partir do momento em que eu me recuso a superar o sofrimento que me envolve, eu faço sofrer todos os que estão ao meu redor, porque aqueles que me amam sofrem porque eu estou sofrendo. É por isso que a reação mais justa, mais honesta diante do sofrimento é superação sempre!!!
Vamos organizar o nosso luto, vamos organizar nossa tragédia, mais vamos continuar vivendo, vamos olhar nos olhos de quem ficou, de quem sobrou, vamos olhar ao nosso redor e descobrir os motivos pelos quais a gente ainda pode continuar a vida.
O sofrimento que visita o nosso coração não pode ser causa de ruína pra nós ele tem que ser causa de ensinamento!!!
O que me assusta sabe o que que é? É que desde que nós nascemos ninguém prometeu que a nossa vida seria fácil, ninguém nos iludiu dizendo que a vida seria simples, mais o que que acontece com a gente que parece que nunca estamos pronto para sofrer, que nós nunca estamos prontos para dar a volta por cima? Porque a gente está cada vez mais imaturo, a imaturidade esta prevalecendo tanto. Nós somos anões muitas vezes...
Nós crescemos no tamanho, mais a gente não cresce na capacidade de estabelecer um pacto com a vida, aconteça o que acontecer. A gente identifica as pessoas interessantes no mundo a medida em que a gente descobre gente que foi capaz de superar essas coisas todas e permaneceu de pé.
O sofrimento pode despertar o que a gente tem de mais egoísta, quando a gente só olha para aquilo que a gente ta passando, mesmo porque uma bonita forma que nós temos de superar as tragédias de nossas vidas, é olhar para as pessoas que estão ao lado e procurar ajuda-las, é quando a gente faz da nossa tragédia um ponto de partida e não de chegada. Quantas pessoas ficam interessantes depois que tomam essa iniciativa, eu não vou permitir que a vida me sepulte mais que a própria morte, quando nós não damos conta da vida, quando nós não damos conta de olhar as dificuldades que temos, quando nós não encaramos os nossos limites de maneira positiva, quando nós curvamos das nossas fraquezas as nossas fragilidades, quando a gente cria esse espírito de vitima ,de gente coitadinha.
É desafio para gigantes? É sim!!! Mais ninguém nos prometeu que seria fácil, se a gente quiser ser gente nós temos que ter coragem, nós precisamos olhar essa vida de frente.
Chega de gente fracassada, chega de gente indisposta pra assumir a vida, como nós estamos jogando pra cima com tanta facilidade os problemas que são nossos? ? ?
Porque nós queremos uma vida bonitinha, uma vida organizada, uma vida feliz.
Quer moleza? Senta no pudim! Não há possibilidade de virar gente sentado no pudim!
Quantos sofrimentos afetivos há dentro de nós, porque nós não somos capaz de jogar os resto no lixo que o outro deixou em nós? São anos alimentando ódio, anos alimentando traições, se o outro te traiu, expulse o poder dessa traição dentro de você, você só poderá reconstruir sua vida se você colocar isso diante de você.
Perdoar é o sofrimento que verdadeiramente vale a pena, sabe porque? Porque ele te reconstrói. Pode ser que você se sinta miudinho, pode ser que você esteja amedrontado com o tamanho da vida, o tamanho do problema que você viveu, é simples modifica o jeito como você olha pra você. As vezes o que Deus precisa curar não é o outro não, é o jeito como você se enxerga como mulher, e quem sabe você voltando a se amar, você voltando a querer-se bem, você resgate aquilo que você perdeu na vida!!!


Padre Fabio de Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário